Diocese de Assis

Sexta, 09 04th

Last updateSex, 04 Set 2015 1pm

No mês de setembro, a Igreja como sempre dedica especial atenção à Bíblia, que etimologicamente significa o conjunto de livros sagrados que formam uma biblioteca. Daí deriva, o termo Bíblia, que também, sabiamente a denominamos de Sagrada Escritura, Palavra do Senhor, Palavra da Salvação, Palavra de Deus. Nossa fé, sustenta aquela certeza absoluta, conforme o ensinamento da sã doutrina da Igreja, que a Sagrada Escritura foi escrita por mãos humanas sob a inspiração do Espírito Santo. O propósito de realçarmos a importância da força da Palavra dá-se porque ela é para nós cristãos fonte de verdade, fonte de vida na Fé, fonte de toda a Criação, de toda Revelação, Redenção e Ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo e confiança na Aliança Eterna de Deus com a humanidade. A Palavra comunicada por diversas modalidades, tanto a Palavra escrita acolhida mediante leitura pessoal como a proclamada nos grupos, assembleias e encontros acolhida na escuta, gera a novidade do encontro com a verdade. A verdade total e absoluta, segundo a nossa fé, trata-se do Pai, do Filho e do Espírito Santo.  A vida concebida de forma integral sempre se destaca como razão de Deus se revelar no processo da História da Salvação. Tal constante no Deus da Bíblia é central nos autênticos escritos do Antigo e Novo Testamento, que se complementam e se reforçam na dinâmica histórica de um Deus que se revela contra toda a ordem de injustiça e escravidão. Sendo assim, é impossível pensar o Antigo Testamento sem o Novo e impossível pensar o Novo Testamento sem o Antigo. A revelação de Deus acontece num processo histórico de um povo realmente contextualizado que gradativamente evolui em termos de concepção da vontade do Senhor.   A História da Salvação é a História de Deus e a História da Humanidade, pois não existem duas histórias, a História é o lugar predileto da Revelação de um Deus que salva. Para a pessoa de Fé, a História encontra o seu sentido pleno somente na Palavra. Toda a obra de evangelização da Igreja dá-se em difundir a verdade dessa Palavra enquanto reveladora do princípio e do fim.  Para o fiel, mistério da vida não encontra  explicação  fora de Deus, pois somente Ele é a verdade absoluta sempre eterna.  A interpretação da vida e de sua história à luz da fé na Palavra, remete a considerarmo-nos homens e mulheres da Palavra e não exclusivamente de pessoas presas às letras do Livro, mesmo tratando de um Livro Sagrado. Tudo o que contém na Bíblia é Palavra divina, contudo nem toda a Palavra divina está contida na Bíblia. Como bem nos escreve o Papa Bento XVI em sua Exortação Apostólica Pós-Sinodal VERBUM DOMINI, n. 7: “... na Igreja, veneramos extremamente as Sagradas Escrituras, apesar da fé cristã não ser uma  ‘religião do Livro’: o cristianismo é a ‘religião da Palavra de Deus’, não de ‘uma palavra escrita e muda, mas do Verbo encarnado e vivo’ . Por conseguinte a Sagrada Escritura dever proclamada, escutada, lida, acolhida e vivida como Palavra de Deus, no sulco da Tradição Apostólica de que é inseparável.” A Palavra de Deus presente na Sagrada Escritura, na Tradição e no Magistério da Igreja, não é uma  letra inanimada, mas uma Palavra portadora de alma, tanto que as diversas modalidades dela ser transmitida sempre se renovam de acordo com os diversos contextos históricos e sociais. Uma Palavra problematizada, constantemente situada nos contextos do tempo e do espaço. Sendo assim, propõe-se como verdade dialogável em busca de soluções humanísticas para as diversas situações de conflito, e nunca como recurso excludente. A Palavra devidamente interpretada é geradora de tolerância, respeitosa, amorosa, motivadora de inclusão, enfim acolhedora. Ao acolhermos a Palavra em nossos corações, automaticamente acolhemos os nossos irmãos na Fé, com especial atençãos aos mais necessitados.  Livre de certos preconceitos culturais, a Palavra é fonte de inculturação. A Palavra interpretada com chave de leitura fundamentalista gera fanatismos e preconceitos, colocando-se a serviço de seitas, facções ou ideologias religiosas promotoras de violência, de terrorismo e guerra, mas a Palavra de Deus que dispõe de uma chave de leitura que a interpreta à luz da justiça, da Paz e da vida humana como dom sagrado, desde a fecundação até o seu término natural, sempre é caminho de amor e libertação. Os sinais dos tempos sempre são assistidos pelos sinais de Deus através de sua Palavra, da qual sempre extraímos tantos elementos novos adequados à nossa realidade concreta. A Palavra de Deus alimentada pelo Espirito Santo sempre é vigorosa em busca de renovação da face da terra. A Palavra é encarnada no seio da Igreja e na História da humanidade, a Palavra que encontra-se  presente na Bíblia também encontra-se em nosso 5º Plano de Ação Evangelizadora, em todos os nossos setores orgânicos de instrumentos eclesiais, como alimento de espiritualidade, fortalecimento na Fé, e impulso de compromisso de todos os cristãos que comungam um só Batismo para com os tantos desafios existenciais e sociais. Não canso de exortar com certa teimosia os queridos irmãos e irmãs cristãos, que se esforcem em demonstrar um grande  amor pela Palavra do Senhor,  considerando-a e assumindo-a como riqueza para a sua vida de oração. Como gesto concreto em nossas famílias e comunidades eclesiais em geral, poderíamos começar ou continuar a praticar a leitura Orante da Bíblia, também tradicionalmente conhecida por Lectio Divina. Queridos fiéis, que a mensagem da Palavra os torne sempre mais santos e atuantes para o nosso bem, bem de todas as famílias,  bem de todo o povo de Deus.  Em Cristo Jesus, Paz e Esperança! DOM SIMÃO
Com o Lema: “Coroinha, um ato de servir” e o tema: “Servir na Comunidade", a Diocese de Assis realizou no último sábado (22), o 5º Encontro Diocesano de Coroinhas. O objetivo é unir as crianças de várias paróquias da nossa diocese e homenagear o padroeiro dos coroinhas, São Tarcísio, que foi mártir da igreja católica nos primeiros séculos. O evento, ocorrido no Sítio Água Viva (Casa de Maria) – Paraguaçu Paulista/SP (Região Pastoral II), contou com a presença de mais 600 coroinhas, anjinhos, acólitos e cerimoniários das várias Paróquias da Diocese. Para o ano de 2016, a Paróquia Nossa Senhora das Dores – Candido Mota/SP (Região I), estará acolhendo todos os coroinhas para o 6° Encontro Diocesano. Que Deus abençoe cada vez mais a SAV/PV (Serviço de Animação Vocacional/Pastoral Vocacional) e a Paróquia Nossa Senhora da Paz, pela acolhida e preparação.   texto: Anderson Servilha (Pascom Diocese de Assis / Catequista dos Acólitos da Paróquia Nossa Senhora de Fátima - Assis/SP)    Visualize as fotos no facebook.com/diocese.deassis  
O Príncipe Bertrand de Orleans e Bragança esteve nesta segunda feira, 24/08, visitando Dom José Benedito Simão.  Dom Bertrand foi recebido pelo nosso Bispo, onde estiveram conversando sobre diversos assuntos.  Bertrand Maria José Pio Januário Miguel Gabriel Rafael Gonzaga de Orléans e Bragança e Wittelsbach, (Mandelieu, 2 de fevereiro de 1941) príncipe de Orléans e Bragança, seria o atual príncipe imperial do Brasil pelo Ramo de Vassouras desde 5 de julho de 1981, quando seu irmão mais velho, D. Luís Gastão, que não tem filhos, assumiu o posto de Chefe da Casa Imperial Brasileira, herdado do pai. É o terceiro filho varão de D. Pedro Henrique de Orléans e Bragança, então Chefe da Casa Imperial Brasileira, e de D. Maria Isabel da Baviera, nascida princesa do Reino da Baviera. Nasceu em 1941, em Mandelieu, no sul da França, onde o exílio da família imperial brasileira e a Segunda Guerra Mundial retivera seus pais. Era o terceiro filho do casal, tendo como mais velhos Luís Gastão, o Chefe da Casa Imperial, e Eudes, que renunciou ao trono para executar um casamento morganático. D. Bertrand veio para o Brasil logo após o término do conflito. Realizou seus estudos secundários em parte no estado do Paraná, onde seu pai se instalara como fazendeiro, em parte no Colégio Santo Inácio, de padres jesuítas, no Rio de Janeiro. Cursou depois a Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, de São Paulo, formando-se como advogado em 1964. Desde muito jovem recebeu formação católica, sendo orientado por seu pai para o gosto pelo estudo doutrinário e a análise dos acontecimentos nacionais e internacionais. Participou com entusiasmo, nos bancos acadêmicos, das pugnas ideológicas que marcaram o Brasil na primeira metade dos anos sessenta. Foi sua formação completada com freqüentes viagens à Europa, uma das quais deu-se durante toda a primeira Sessão do Concílio Vaticano II, quando o jovem Príncipe tomou estreito contato com a intelectualidade católica acorrida a Roma para o magno evento. Piloto civil é reservista da Força Aérea Brasileira. Além do português, sua língua natal, D. Bertrand é fluente no francês e no espanhol.
  www.juventudesanta.org   
LINK DO SITE DA ESCOLA DE PERSEVERANÇA. CLIQUE AQUI     Aula 9: Escritura, Tradição e Magistério Palestrante: Pe. Heliton   Aula 8: Lectio Divina Palestrante: Pe. Juninho   Aula 7: Vida de Oração Palestrante: Marco Aurélio    Papa Francisco sobre a Leitura Orante da Bíblia!   Aula 6: Vivência Sacramental  Palestrante: Padre Eduardo Andrade de Moraes    Aula 5: Práticas Espirituais Palestrante: Fernando Modotti   Aula 4: Amo minha Igreja  Palestrante: Fernando Modotti   Aula 3: Fé, Conversão e Batismo no Espírito Santo  Palestrante: Betinho   Aula 2: O Pecado e a Salvação  Palestrante: Marco Aurélio   Aula 1: O Amor Revelado Palestrante: Gisele de Assis  
 CLIQUE AQUI PARA VISUALIZAR O NOSSO INFORMATIVO DIOCESANO DE AGOSTO DE 2015 PARA IMPRIMIR, CLIQUE AQUI   INFORMATIVO DIOCESANO - MÊS DE JUNHO DE 2015 INFORMATIVO DIOCESANO - MÊS DE MAIO DE 2015 INFORMATIVO DIOCESANO - MÊS DE ABRIL DE 2015 INFORMATIVO DIOCESANO - MÊS DE MARÇO DE 2015 INFORMATIVO DIOCESANO - ESPECIAL (MONSENHOR FLORIANO) INFORMATIVO DIOCESANO - MÊS DE FEVEREIRO DE 2015 INFORMATIVO DIOCESANO - MÊS DE JANEIRO DE 2015 INFORMATIVO DIOCESANO - MÊS DE DEZEMBRO DE 2014 INFORMATIVO DIOCESANO - MÊS DE NOVEMBRO DE 2014 INFORMATIVO DIOCESANO - MÊS DE OUTUBRO DE 2014 - PARTE II INFORMATIVO DIOCESANO - MÊS DE OUTUBRO DE 2014 - PARTE I INFORMATIVO DIOCESANO – MÊS DE SETEMBRO DE 2014 - PARTE II INFORMATIVO DIOCESANO – MÊS DE SETEMBRO DE 2014 - PARTE I INFORMATIVO DIOCESANO – MÊS DE AGOSTO DE 2014  
 
 PROGRAMA PAZ E BEM - Nº 04  PROGRAMA PAZ E BEM - Nº 03   PROGRAMA PAZ E BEM - Nº 02   PROGRAMA PAZ E BEM - Nº 01   CLIQUE AQUI PARA ASSISTIR A CHAMADA DO PROGRAMA PAZ E BEM      
  DIRETÓRIO DOS SACRAMENTOS – CLIQUE AQUI    
  DIRETÓRIO DOS SACRAMENTOS - DIOCESE DE ASSIS VIGILIA EUCARISTICA - ANO DOS CONSAGRADOS   RITO DA MISSA DE POSSE DOS PÁROCOS RITO DA MISSA DE CRISMA - VISUALIZAR E IMPRIMIR MISSA DE SÃO FRANCISCO DE ASSIS E BENÇÃO DOS ANIMAIS CLIQUE PARA VISUALIZAR O DOCUMENTO E IMPRIMIR  - DOC.100 CNBB CLIQUE PARA VISUALIZAR E IMPRIMIR O FUNDO DIOCESANO DE SOLIDARIEDADE CLIQUE PARA VISUALIZAR E IMPRIMIR OS SETORES ORGÂNICOS DE INSTRUMENTOS ECLESIAIS (SOIE)  CLIQUE AQUI PARA VISUALIZAR E IMPRIMIR O 5º PLANO DE AÇÃO EVANGELIZADORA - DIOCESE DE ASSIS CLIQUE PARA VISUALIZAR E IMPRIMIR O DIRETÓRIO DOS SACRAMENTOS ARTIGO DE DOM JOSÉ BENEDITO SIMÃO: FRATERNIDADE E PAZ SOCIAL ARTIGO DE DOM JOSÉ BENEDITO SIMÃO: NA TRILHA DA ÉTICA DA PAZ ARTIGO DE DOM JOSÉ BENEDITO SIMÃO: ANO DA PAZ  

Região I

Realização da Semana da Padroeira

Realização da Semana da Padroeira

| Paróquia Nossa Senhora das Dores
A Paróquia Nossa Senhora das Dores, instituída na cidade de Assis - São Paulo, terá neste mês de setembro a...
Veja todas ...

Artigo do Mês

 CLIQUE AQUI PARA VISUALIZAR O NOSSO INFORMATIVO DIOCESANO DE AGOSTO DE 2015 PARA IMPRIMIR, CLIQUE AQUI   INFORMATIVO DIOCESANO - MÊS DE JUNHO...
Veja todas ...

Pastorais, Movimentos e Comunidades

  www.juventudesanta.org   ...
Veja todas ...

Cadastro do Usuário

Temos 4 visitantes e Nenhum membro online