Imprimir E-mail

RITO DA CONFIRMAÇÃO NA MISSA

          PRESIDIDA PELO EX.MO REV.MO

DOM JOSÉ BENEDITO SIMÃO

          BISPO DIOCESANO DE ASSIS       

brasaoaprovado

(Após o início da celebração Eucarística, como de costume, segue-se da seguinte forma o rito da crisma).


- LITURGIA DA PALAVRA


Aclamação ao Evangelho


- Proclamação do Evangelho


(Logo após o Evangelho)


Com:. Iniciamos agora a celebração da crisma. Neste momento os crismandos serão apresentados ao bispo e à comunidade.


(o bispo sentado de mitra)

Apresentação dos crismandos


Pe:.
   Fiquem de pé os que serão crismados. Senhor Bispo Dom José Benedito Simão, aqui estão nossos irmãos e irmãs que desejam receber o sacramento da Crisma.

Bispo:. Muito me alegro e agradeço a Deus. De agora em diante, como cristãos adultos, como apóstolos, precisarão muito do vosso apoio. Acolhei-os mais profundamente entre vós.

Pe:. Quero também apresentar nossos crismandos à comunidade. Caríssimos irmãos e irmãs aqui reunidos, estes são os nossos irmãos que hoje assumem sua fé diante do senhor bispo, para com ele trabalhar na construção do Reino de Deus. Por isso saudemos estes nossos irmãos e irmãs.


(motivar a assembleia para que saúde os crismandos)


Bispo:.
   Com efeito, se é verdade que no dia do batismo, eles já se tornaram cristãos, de agora em diante, como cristãos adultos na fé e testemunhas de Jesus Cristo, eles vão precisar muito de vosso apoio. Rezem por eles, e dêem para eles o estímulo da vivência em fraternidade.


Homilia

COM. Toda comunidade é responsável por esses nossos irmãos e irmãs que hoje vão receber o sacramento da Crisma. Como a comunidade não pode toda inteira acompanhar de perto cada um dos crismandos, ela confia esta missão aos padrinhos.

Padre: Os padrinhos queiram ficar de pé !

Bispo: Caros padrinhos, recebendo estes crismandos como “afilhados”, deveis ajudá-los para que assumam as responsabilidades dos cristãos adultos na fé. Deste modo sereis colaboradores destes novos apóstolos.

Padrinhos: Damos graças a Deus e pedimos que Ele sempre nos ajude nessa missão !


RENOVAÇÃO DAS PROMESSAS BATISMAIS


Com:. A crisma nos dá força para que, no decorrer da vida, possamos viver a dignidade do nosso batismo. Somos filhos de Deus Pai, irmãos de Jesus Cristo e co-herdeiros com ele da eternidade. Somos templo do Espírito Santo e membros da Igreja, o corpo de Cristo. Antes dos crismando fazerem sua profissão de fé, eles irão acender as velas da crisma recordando o dia em que foram batizados.


  • (Acender as velas no círio)

 (o bispo sentado de mitra e báculo. A renovação das promessas batismais está em conformidade com a fórmula apresentada no Pontifical Romano, p.24).


Bispo:.   Antes de receberdes o Espírito Santo, recordai a fé que professastes no Batismo ou que vossos pais e padrinhos professaram com a Igreja:

Bispo:.   Para viver na liberdade de filhos de Deus, renunciais ao pecado?

Crismandos: Renuncio


Bispo:.  
Para viver como irmãos e irmãs, renunciais a tudo o que vos possa desunir, para que o pecado não domine sobre vós?

Crismandos: Renuncio

Bispo:.   Para seguir Jesus Cristo, renunciais ao demônio, autor e princípio do pecado?

Crismandos: Renuncio

Bispo:.   Credes em Deus Pai todo-poderoso, criador do céu e da terra?

Crismandos: Creio

 

Bispo:.   Credes em Jesus Cristo, seu único Filho, nosso Senhor, que nasceu da Virgem Maria, padeceu e foi sepultado, ressuscitou dos mortos e subiu ao céu?

Crismandos: Creio

Bispo:.   Credes no Espírito Santo, Senhor e fonte de vida, que hoje, pelo sacramento da confirmação, vos é dado de modo especial, como aos apóstolos no dia de Pentecostes?

Crismandos: Creio.

Bispo:.  Credes na santa igreja católica, na comunhão dos santos, na remissão dos pecados, na ressurreição dos mortos e na vida eterna?

Crismandos: Creio.


(O bispo confirma a profissão, proclamando a fé da Igreja)


Esta é a nossa fé, que da Igreja recebemos e sinceramente professamos, razão de nossa alegria em Cristo nosso Senhor.


(A assembleia confirma, respondendo)

Amém.



IMPOSIÇÃO DAS MÃOS

(o bispo depõe o báculo e a mitra, levanta-se e voltado para o povo, diz:)


Bispo:.
Roguemos, irmãos e irmãs, a Deus Pai todo-poderoso, que derrame o Espírito Santo sobre estes seus filhos e filhas adotivos, já renascidos no Batismo para a vida eterna, a fim de confirmá-los pela riqueza de seus dons e configurá-los pela unção ao Cristo, Filho de Deus.

(todos rezam num momento em silêncio. O bispo, com o presbítero a ele associado, impõe as mãos sobre os candidatos. Mas só o bispo diz a oração)

Bispo:. Deus todo-poderoso, Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que, pela água e pelo Espírito Santo, fizestes renascer estes vossos servos e servas, libertando-os do pecado, enviai-lhes o Espírito Santo Paráclito; dai-lhes, Senhor, o espírito de sabedoria e inteligência, o espírito de conselho e fortaleza, o espírito de ciência e piedade e enchei-os do espírito do vosso temor. Por Cristo, nosso Senhor.

Todos: Amém

(o bispo de pé, com mitra e báculo)

 UNÇÃO DO CRISMA


Bispo:.   N..., RECEBE, POR ESTE SINAL,

               O ESPÍRITO SANTO, O DOM DE DEUS.


(O crismando responde)

Amém.

Bispo:.         A paz esteja contigo

(O crismando responde)

E contigo também.

 (Depois da unção com o óleo, segue a Liturgia Eucarística)

 __________________________________________________________________________________

Orientações práticas

1 – A procissão de entrada dos crismandos seja feita ao menos uns 15 minutos antes do horário marcado para o inicio da celebração, de tal forma que a missa começa no horário determinado e com os crismando todos dentro da igreja.

2 - Seja confeccionado um crachá para cada crismando. Que seja discreto, e que possibilite ao senhor bispo, a visualização do nome.

3 – A liturgia da missa, seja sóbria (sem procissões de símbolos)

4 - As fotos com o bispo, sejam por turmas de catequese

5 – A renovação das promessas do batismo seja realizada durante a celebração da crisma.

6 – Os certificados sejam entregues após a sessão de fotos.

7 – Evitar homenagens prolongadas no final da celebração.

8- Recomenda-se um cerimoniário para que a celebração ocorra com tranqüilidade, evitando improvisação.


X Dom José Benedito Simão
     Bispo Diocesano de Assis